Pedalando por Águas Mornas

946650_619759931389738_1854406968_n

Dia maravilhoso de sol marcou o primeiro “Pedal de sábado”desta minha volta a Florianópolis. Encontrei o Jonatha logo cedo na Lagoa e seguimos para o trapiche da Beira-Mar, ponto de reunião com os demais pedalantes. Outros sete compareceram e fomos para o pesqueiro do Alceu, em Santo Amaro, onde deixamos os carros. Com a temperatura um pouco mais baixa, devido a proximidade da montanha, partimos logo em direção à comunidade de Varginha.

Fomos aos poucos nos afastando do trânsito rápido da BR-282 e nos acostumando com o ritmo da área rural da Grande Florianópolis. E, para esquentar de uma vez, testamos uma nova variante do roteiro, sugerida pelo Jailson Colombi e que tem uma subida forte e relativamente longa logo de cara. Subimos em ritmo bom, parando para tirar algumas fotos da cachoeira que se via à direita. Encontramos então uma bifurcação e optamos por seguir rumo a Angelina, sem passar por São Pedro de Alcântara. Foi uma boa escolha, que nos poupou uns sete quilômetros e, principalmente, uns 300 metros de subida acumulada. Já saímos “lá em cima”, perto da comunidade de Barro Branco, onde fizemos nossa parada.

Lanche feito, com direito até a uma cervejinha, seguimos para mais uma forte subida, que começa logo ao se deixar a estrada para Angelina e seguir em direção a Águas Mornas. Esta estrada, porém, tem o trecho mais tranquilo do roteiro, com quase nenhum carro em toda a sua extensão e simples e simpáticas propriedades rurais, com criação de gado de leite e pequenas plantações de morango, tomate e hortaliças. Mais algumas subidas e descidas e chegamos à grande descida final, com quase 10 km de extensão. Mas antes de chegar ao asfalto, uma paradinha para tirar fotos e molhar o rosto em um rio que acompanha a decida.

Após 53 km, feitos em 5:40h, chegamos de volta ao pesqueiro, onde a mesa do almoço nos aguardava pronta. Fomos servidos com um almoço simples, mas gostoso, com destaque para o filé de tilápia e a mandioca fritinha. Bikes nos carros e bikers retornando em paz para suas casas.

E que venha o próximo, no dia 10 de agosto!

Fotos: Jonatha Jünge/Caminhos do Sertão

6 opiniões sobre “Pedalando por Águas Mornas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *