Festival de Férias: The Canol Trail

Salve, salve!

Qual é o limite da aventura? Viajar na natureza apenas onde existir sinal de celular? Se aventurar sempre em grupo? Não se afastar demais de alguma possibilidade de socorro? Foram estes alguns dos pensamentos enquanto eu assistia o vídeo abaixo. Nele, o cicloturista Iohan Gueorguiev atravessa o extremo norte do Canadá por uma estrada abandonada desde 1946. No caminho de 350 quilômetros, inúmeras travessias de rios sem ponte, vários desmoronamentos e absolutamente nenhum lugar para comprar comida ou obter socorro. Como se fosse pouca aventura, Iohan ainda remou por 600 km rio abaixo ao final da estrada, em um caiaque inflável que ele carrega em sua bagagem. Levando a bike junto, claro.

Como recompensa, o contato direto com a natureza da região. Uma área de vistas amplas, com longos vales e alguns canions, e habitada por cervos, ursos e esquilos. De quebra, as noites em acampamento eram brindadas com a Aurora Boreal.

Canol Heritage Trail – É um trajeto de 355 no território de Norman Wells, que percorre as montanhas Makeinzie e termina à beira do rio Makenzie, na divisa com o território de Yukon. Devido ao seu isolamento, comprimento e travessias de rio, é considerada uma das trilhas mais desafiadoras no Canadá.

Iohan Gueorguiev – O búlgaro Iohan Gueorguiev está, desde 2014, em viagem entre o Alaska e a Patagonia. Deste projeto nasceu a série em vídeo “See the World“, que já está com 12 episódios. O episódio da Canol Trail é o décimo terceiro, filmado enquanto ele se prepara para transpor a remo a Dórien Gap, uma região sem estradas entre o Panama e a Colômbia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *