Dicas para pedalar no frio

P1030195

Esfriou pra valer em grande parte do Brasil neste começo de junho, mas isso não me impede de manter a rotina de pedaladas. Ao longo dos anos como ciclista fui acumulando experiências e conhecimento que me permitem pedalar em situações até zero grau com algum conforto. Compartilho abaixo algumas delas, sempre ressaltando que continuo aprendendo e que há outras opções além das citadas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Camadas – Talvez a dica mais importante para quem quer pedalar com baixas temperaturas seja o conceito de camadas:

A primeira é a vestimenta que estará em contato com a pele, cuja função é transferir a umidade do suor pra fora, mantendo o corpo o mais seco possível. Esta capa deve ser de tecido de rápida secagem. Os materiais mais utilizados são o polipropileno e poliéster.

A segunda é a responsável de manter o calor corporal. Existem vários tipos de tecido. O mais comum é o fleece, que também é chamado de pile. Atualmente é possível encontrar uma grande variedade de tecidos e composições, que entre si, são altamente diferentes no quesito aquecimento e resistência a vento.

A terceira camada serve para proteger contra o vento e água. Pode ser confeccionada com diversos tipos de materiais e, além de servir como barreira para elementos externos, deve permitir a saída do vapor da transpiração (ser “respirável”). Não é uma peça barata, mas vale a pena investir em uma que tenha todas estas funções.

  • Montei o meu kit de três camadas com peças compradas na Decathlon. Pesquisando bem dá pra encontrar peças eficientes e com preço menor que as de grife.

26941401031_c62e75d3c4_o

Calça – Calças de ciclismo são essenciais nestas situações. Justas, elas melhoram a circulação sanguínea e ajudam a manter as pernas quentes durante as paradas. Até cerca de 10 graus elas resolvem a situação. Abaixo disso, a dica vestir uma calça sintética por cima, barrando o vento.

  • Uso há sete anos uma calça da Curtlo e recomendo. É bem resistente e tem bolsos laterais. Há, no entanto, diversas opções no mercado que não experimentei.

Calçado – Utilizo uma sapatilha da Shimano que funciona bem até cerca de 10 graus. Abaixo disso pode ser utilizada uma polaina de material sintético, que proteja contra o vento gelado.

  • Tenho uma polaina impermeável fabricada pela Alpamayo, de Curitiba. Não é perfeita, mas tem me atendido tanto na chuva quanto no frio.

P1030199

Luva – Esqueça as de dedos curtos. Frio pede luvas com dedos fechados e costuras bem feitas. Como as mãos se movem pouco e ficam na extremidade do corpo, vale investir em uma de qualidade contra o frio. Agora, sobre luvas impermeáveis, nestes anos encontrei apenas um viajante que garantiu que sai luva aguentou chuva. Foi há uns três anos e acabei não guardando a marca. Enquanto isso, uso uma luva de silicone por baixo da luva normal. Apesar de não proteger do frio, mantém a mão bem seca. Se tiveres alguma experiência, compartilhe conosco.

  • Nos dias mais frios o que faço é usar a minha luva de moto. Apesar de ser um pouco grosseira, diminuindo a sensibilidade nas freadas, esquenta mais as mãos.

Cachecol – Pescoços gelados inflamam e incomodam. Abaixo dos 10 graus, vale usar. Pode ser um simples, de tricô.

  • Uso um feito pela minha madrinha. Puro amor <3.

Outras dicas:

Procure manter o ritmo durante as pedaladas, evitando muitas paradas. Escolha uma marcha que permita um giro uma cadência um pouco mais acelerada.

Leve e beba água durante a pedalada. Mesmo com o frio nosso corpo sente sede e precisa ser hidratado.

Se possível, leve uma muda adicional da primeira camada de roupa. Você poderá precisar dela após subir um morro ou enfrentar um trecho que te faça suar. Basta trocar esta peça e seguir seco e aquecido.

E bom pedal!

3 opiniões sobre “Dicas para pedalar no frio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *