Sete dicas para ir de São Paulo ao litoral pedalando

Salve, salve!

A pedido do pessoal da Adventure Sports Fair, preparei umas dicas para que os paulistanos realizem o sonho de ir pedalando para o litoral. Confira as minhas sugestões e fique a vontade para acrescentar, corrigir ou perguntar algo.

Cuidados

O ciclista precisa ser experiente e é importante deixar alguém avisado. “Não tenho conhecimento de operadoras que auxiliam a descida por esse trajeto. É possível ir sozinho, desde que o ciclista tenha experiência em longos trajetos sem apoio e junto aos carros”, comenta Almeida. Também é muito importante ter os equipamentos de segurança adequados, como capacete, roupas claras, luzes de sinalização com pilhas novas.

Bicicleta

O trajeto pode ser percorrido com todos os tipos de bicicleta. Porém, modelos de estrada, as chamadas speed, são os mais indicados para piso asfaltado e em boas condições, rendendo bem mais que mountain bikes.

Como chegar

A dica é ir de trem pela linha 11 da CPTM e descer na estação Mogi das Cruzes. De lá é só seguir as placas que indicam para Bertioga, acessando a SP-98. “Até o cruzamento com a Rio-Santos, já no litoral, são 47 km. Lá o ciclista pode escolher o sentido Norte (São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba ou Ubatuba) ou Sul (Bertioga, Guarujá, Santos ou São Vicente)”, explica Almeida.

Percurso

Para Fábio, o percurso é considerado moderado, já que, apesar do final ser na descida da serra, há diversas subidas no trecho de planalto. “Não chega a cansar os mais acostumados, mas pode surpreender os que pensam que ‘é só descida’. Também exige atenção o trecho de 4km antes do começo da descida, já dentro do Parque da Serra do Mar, onde não há acostamento. O ciclista deve se manter no lado direito da pista, sinalizando para os carros a sua posição”, acrescenta.

Para quem é indicado

O percurso é feito na estrada, próximo ao trânsito dos veículos, e por isso é indicado para ciclistas experientes. Além disso, o trajeto apresenta subidas que exigem um melhor preparo. “Eu fiz essa viagem há 2 anos e é muito gratificante chegar ao litoral por suas próprias pernas”, comenta Almeida.

Como escapar de possíveis perrengues

Assim como o carro, a bicicleta precisa ser revisada antes da viagem. Também é importante ter uma câmara de ar reserva, kit para remendar pneu, bomba de encher pneu e chave múltipla, dinheiro e celular.

O que levar

Alimentação e hidratação são muito importantes, já que há bastante esforço físico. “Leve pelo menos duas caramanholas com água gelada, lanche leve e protetor solar. No caminho há diversos pontos para comer e descansar na beira da estrada”, completa Almeida.

Vai lá

Na descida da serra vale dar uma parada para visualizar a Cachoeira do Elefante, em um mirante no km 86.

A volta para São Paulo normalmente é feita de ônibus. É possível comprar passagens de todas as cidades do litoral para a capital, basta ficar atento às exigências quanto ao transporte de bicicletas.

 

Este trajeto fez parte da minha cicloviagem pelo Litoral Norte de São Paulo.

Um comentário em “Sete dicas para ir de São Paulo ao litoral pedalando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *